Você sabe o que é orgasmo feminino e como chegar lá? Essa é uma pergunta um pouco indiscreta, certo? Mas muitas mulheres quando questionadas ainda não sabem identificar se alcançam ou não o famoso ápice do prazer sexual.

O Projeto de Sexualidade da Universidade de São Paulo, chamado Prosex, concluiu uma pesquisa interessante sobre esse assunto no ano de 2017. Nela, 5 em cada 10 brasileiras não tem orgasmo nas relações sexuais.

Participaram do levantamento 3.000 mulheres das principais regiões metropolitanas do Brasil com idade entre 18 e 70 anos. 56% das participantes afirmaram que têm bastante dificuldade para chegar no orgasmo.

Entre os principais motivos para isso estão a dificuldade para se excitar (67%) e a dor na relação sexual (60%). Esses são dados que chocam muitos especialistas, afinal, a maioria das mulheres nesta faixa etária são casadas.

Pensando nisso, organizamos algumas informações sobre esse assunto para clarear um pouco o tema para você. Aproveite a leitura e saiba como chegar lá com prazer e facilidade!

O que é orgasmo feminino?

O orgasmo feminino ocorre quando um estímulo físico libera uma série de hormônios para o corpo da mulher, provocando sensações bem prazerosas seguidas de um relaxamento profundo.

Quando o orgasmo acontece, a mulher consegue identificar. Algumas dizem que sentem tremedeira, calafrios, pressão cair, enfim, são muitos os efeitos. Como isso é extremamente pessoal, não adianta comparar as experiências.

A diferença entre orgasmo clitoriano e vaginal

O orgasmo feminino pode ocorrer tanto pelo estímulo do clitóris quanto pela musculatura vaginal. O primeiro é mais silencioso e menos intenso, enquanto que o segundo é mais amplo, intenso e considerado mais difícil de alcançar.

Independente do tipo de orgasmo, vale a pena ter conhecimento de algumas sugestões para chegar no auge do prazer com praticidade! Vamos lá?

Dicas para chegar ao orgasmo feminino com facilidade

A seguir estão três dicas práticas para te levar ao orgasmo com pouco esforço. Confira e fique à vontade para treinar em casa:

Posições sexuais

Algumas posições sexuais influenciam mais rapidamente um orgasmo. Por se tratar de preferências pessoais, elas devem ser experimentadas pelo casal e a mulher deve observar aquelas que dão mais prazer.

Especialistas sugerem a tentativa de posições que possibilitam a penetração e o estímulo do clitóris ao mesmo tempo. Variações como “papai e mamãe” e “pouso forçado” (deitada com as pernas unidas de costas para o parceiro e ele em cima) são exemplos.

Essas e outras posições podem atingir pontos importantes de excitação para muitas mulheres.

Exercícios de ginástica íntima

Para aumentar as chances de ter um orgasmo feminino, a musculatura vaginal deve ser estimulada. Para isso, a prática de alguns exercícios de ginástica íntima pode ajudar. É o caso do pompoarismo, atividade de contração dos músculos vaginais.

Essa ginástica exercita a região da vagina de dentro para fora. Sentada ou em pé, basta inspirar profundamente, segurar o ar, contrair a área genital por 30 segundos e soltar. Repita a contração por algumas vezes no período de cinco minutos.

Isso deve causar calor se feito corretamente. A prática constante ajuda a aumentar a sensibilidade da região e a intensidade dos orgasmos.

Se conheça melhor

Não é porque você está casada que não pode conhecer melhor o seu corpo com a presença ou não do seu marido, tudo bem? Se permita conhecer os seus pontos fracos sozinha, pensar as posições que você mais gosta e se exercitar.

Aulas de dança, ginástica e natação podem te ajudar com isso. Se conhecendo melhor, você consegue conquistar mais prazer e criatividade, apimentando a sua relação e atingindo o orgasmo feminino com facilidade.

E aí, já sabe como chegar lá? Deixe um comentário compartilhando com a gente as suas dúvidas e o que achou desse conteúdo. Estaremos aqui para te ajudar!