Já acabou a licença maternidade e você precisa retornar ao trabalho? A papinha industrializada parece ser ótima aliada, não é mesmo? Na correria do dia a dia, esse produto alimentício pode ser totalmente tentador. Porém, se o consumo de alimentos industrializados não deve ser um hábito mantido por adultos, já pensou para crianças?

Por isso, preparamos um post especial no qual te contamos os motivos pelos quais toda mãe deveria fazer papinha em casa para seu bebê. Nele, te apresentaremos um super-aliado na sua nova rotina. Continue lendo esse artigo para saber quem é!

#1. Exclusividade na alimentação

Até os seis meses de vida, é recomendado que os bebês se alimentem exclusivamente de leite materno. A partir disso, inicia o que é chamado de introdução alimentar.

Agora, pensa comigo: depois de seis meses dando uma alimentação exclusiva, rica em nutrientes em que seu bebê recebia tudo de mais saudável e o que mais necessitava de forma natural, você não vai querer oferecer a ele uma comida industrializada, não é? Fora que a papinha de supermercado não é nem considerada alimento e sim produto alimentício.

#2. Alimentos x Produtos alimentícios

Durante a introdução alimentar é preciso aprender a diferenciar alimento de produto alimentício. Os alimentos são aqueles que consumimos in natura. Já o produto alimentício é aquele que passam por interferências que modificam sua forma original.

Na introdução alimentar, é preferível oferecer alimentos para o bebê feitos em casa, com modificações naturais e sem conservantes. Por esse motivo, te apresentamos nesse artigo o E-book: O Segredo das Papinhas. Nele você vai descobrir o que nunca ninguém te contou sobre as papinhas industrializadas e de quebra, ainda os segredos das melhores papinhas caseiras.

#3. Contraindicações

Por ser um alimento industrializado, a papinha de supermercado possui contraindicações, desde o seus conservantes, prejudiciais ao paladar das crianças. Uma vez que a textura das papinhas industrializadas dificulta a percepção do sabor de cada alimento utilizado. As papinhas caseiras possuem maior variedade de sabores, nutrientes e opções.

#4. A papinha industrial e seus conservantes

Uma forma de identificar se um alimento é natural, é buscar perceber se ele estraga. Sim, alimentos estragam. As papinhas industriais não estragam com facilidade. Isso se dá devido a seus conservantes, e quanto mais durarem, mais prejudiciais para a saúde se tornam. Fazendo papinha em casa você tem mais noção da qualidade dos alimentos oferecidos.

O que queremos que você leve desse artigo é que fazer papinha em casa demanda tempo extra sim, mas você estará oferecendo um alimento de qualidade e 100% saudável ao seu bebê. Não existe nada melhor do que ver quem você mais ama saudável.

Agora chegou a hora de você dar mais um passo adiante! Conheça o E-book: O Segredo das Papinhas. Com ele você aprenderá os segredos das melhores papinhas caseiras, além de conhecer a verdade por trás das papinhas industrializadas.

O E-book O Segredo das Papinhas. ensina uma alimentação saudável para bebês a partir dos 6 meses de vida. Não se esqueça de ler nossas outras pautas sobre a alimentação infantil e até a próxima!